Ao longo da vida, as pessoas realizam com frequência algumas atitudes que podem gerar graves consequências à saúde. Entre elas, o hábito de beber e fumar, algo comum na rotina de milhões de indivíduos no país. Isso faz com que muitos problemas surjam, levando a situações críticas. Isto acontece porque o tabagismo e o alcoolismo são prejudiciais ao coração.
Ambos estão relacionados a questões cardiovasculares. O fumo é um dos mais graves nesse quesito e deve ser evitado a todo custo. Já o álcool, por ser uma substância cardiotóxica, quando é consumido de modo exagerado provoca insuficiência cardíaca, podendo assim levar ao infarto. O recomendável é, no máximo, consumi-lo de modo leve a moderado. De todo modo, é essencial que não tenha simultaneamente estes dois hábitos no dia a dia.

Cigarro

O Brasil aparece na oitava posição mundial no ranking de maiores consumidores de cigarro, de acordo com pesquisa da revista científica The Lancet. São cerca de 18 milhões de fumantes no país. Todas elas correm o risco de futuramente sofrer com complicações no coração., independentemente da frequência de consumo.
Muitos sabem sobre os riscos aos pulmões que o cigarro proporciona, mas não têm conhecimentos em relação a todas as adversidades ligadas aos problemas cardiovasculares. O cigarro faz com que as artérias fiquem vulneráveis ao acúmulo de gordura e prejudicam o relaxamento e a contração e multiplica a possibilidade da pessoa infartar devido à oxidação do colesterol.
O processo do consumo do cigarro ao coração consiste no endurecimento das artérias da pessoa, fazendo assim com que o coração trabalhe de modo mais intenso e ocasione todas as consequências citadas neste texto.
O aumento da pressão arterial e o infarto são comuns àqueles que têm o vício nesta droga. Inclusive este segundo é um dos principais causadores de súbitos no mundo. A morte das células do músculo cardíaco está totalmente relacionados ao fumo. Além disso, outro problema é o surgimento da angina, que é uma dor no peito causada devido à falta de oxigênio ao coração.
Colocando em números, os homens fumantes têm seis vezes mais chances de ter problemas cardiovasculares do que os não fumantes. Já com as mulheres, a proporção é tripla.
Ter a consciência de toda esta série de consequências é importante para motivar o indivíduo a largar este hábito. Parar de fumar traz benefícios logo no primeiro mês sem o tabagismo, pois as chances de ter problemas no coração diminuem consideravelmente.
Porém, não é fácil abandonar o cigarro, visto que cria um vício. Além disso, há um grupo que sequer é adepta direta da substância em questão e ainda é prejudicada: Os fumantes passivos. Ou seja, fumar é uma atitude que pode não somente trazer malefícios a si mesmo, como todos ao redor.
Para que haja uma melhora, além da força de vontade própria, é importante contar com o suporte de um profissional de saúde para dar todo o auxílio possível. Além das medicações específicas para o tratamento, uma outra opção é a utilização de pastilhas de nicotina para curar a abstinência do cigarro. De todo modo, o fumo é um consumo de uma substância que deve ser evitada. Junto ao Tabagismo, há um outro problema relacionado ao consumo que também está ligado ao coração.

Alcoolismo

O consumo excessivo de álcool traz malefícios à saúde em diversos aspectos e aqueles ligados a questões cardiovasculares são os mais preocupantes. Beber é um hábito extremamente comum no dia a dia de milhões de pessoas e muitas delas correm o risco de apresentar alguns sintomas da falha de bombeamento do sangue no coração devido à bebida em uma frequência além do que deveria. Profissionais de saúde recomendam no máximo duas latas de cerveja por dia para os homens e uma para as mulheres.
A cerveja e o vinho são as principais bebidas ingeridas pelos brasileiros. Embora dentro de alguns contextos – acompanhados de uma alimentação saudável – seu consumo possa trazer vantagens, o consumo exagerado faz mal à saúde, principalmente ao coração.
Isto acontece porque o álcool é danoso às células musculares cardíacas. Além disso, é responsável pelo fechamento das artérias, tornando assim alta a possibilidade de haver um infarto.
Outro problema é o ritmo acelerado do coração ocorrido devido às doses exageradas da bebida. Os batimentos cardíacos se comportando de modo irregular fazem com que as arritmias possam se transformar em parada cardíaca.
É importante frisar que todos os agravantes relacionados ao consumo excessivo de álcool são independentes ao histórico familiar. Ainda que nenhum parente tenha sofrido com este problema mesmo bebendo muito, os riscos cardíacos são altos.
Por se tratar até mesmo de uma convenção social, as consequências causadas pela bebida são subestimadas pelas pessoas de um modo geral, que passam até mesmo a argumentar que o álcool faz bem à saúde, mas não há um estudo conclusivo sobre o assunto.
Pequenas doses podem ser ingeridas e não há necessidade de cortar totalmente a bebida da vida, mas é preciso prestar atenção máximo no consumo exagerado. O alcoolismo é um problema sério.
Tanto o álcool em excesso – seja por meio de cerveja, vinho ou quaisquer outros tipos – ou o cigarro são extremamente prejudiciais à saúde. O coração é uma área muito afetada e o não tratamento dele leva a consequências graves, podendo levar a pessoa à morte. É forte a relação entre o coração, o fumo e a bebida e um médico deve ser consultado sempre que houver alguma irregularidade no corpo do indivíduo.

Sintomas do mau funcionamento do coração

Os problemas do coração podem ser perceptíveis de diversas formas, como por exemplo na dificuldade em respirar e um cansaço na realização de atividades que em tese não geram um gasto de energia muito grande.
Além disso, também é possível notar sintomas como dores no peito, tosse seca, tontura e palpitações. São muito os sinais do corpo avisando o quanto faz mal consumir cigarro e exagerar nas doses de bebidas alcoólicas.
De todo modo, é essencial o acompanhamento médico. Como por exemplo, o suporte de um Nutricionista para fazer a pessoa passar a mudar os hábitos alimentares e assim controlar os danos causados pelo tabagismo e o alcoolismo.
Além deste profissional de saúde especializado na alimentação, também é preciso, é claro, realizar consultas com um cardiologista para que haja um controle da situação e assim seja possível entender o nível de gravidade do problema.
Não fique em dúvida. Se você tem algum desses hábitos prejudiciais ao coração, não espere os sintomas ficarem visíveis de modo agudo. Agende já uma consulta para saber como está a sua saúde. O acompanhamento de um profissional é essencial para que você tenha uma vida saudável e que assim seja possível abandonar hábitos que não fazem bem ao corpo.
É preciso ter muito cuidado com as mais variadas áreas do corpo e por isto é importante saber quais são os médicos especializados em cada região. Você pode ver aqui quais são os serviços disponíveis. Esta forte ligação entre os hábitos do dia a dia e o funcionamento do corpo deve receber o máximo de atenção para que os mais diferentes segmentos da vida, seja pessoal ou profissional não sejam afetados. A saúde deve sempre ser a maior prioridade. Mude de vida e largue os vícios. Sua saúde agradece.